Our Founding Members

These are the members who conceived and started the foundation.

Benilton Carvalho

Co-Founder | Administrative Director (2014- )
Every successful individual knows that his or her achievement depends on a community of persons working together. -- P Ryan

Hervé Pagès

Core Member of Bioconductor USA

Houtan Noushmehr

Co-Founder | President (2014- )
I don't always work but when I do, I prefer to explore the human genome. Stay fresh my friends!

Martin Morgan

Co-Founder | Vice-President (2014- )

Sean Davis

Core Member of Bioconductor USA
More About FOUNDING MEMBERS
On Feb 5, 2014, we held our first meeting attended by 89 participants (see scanned copy of attendance) Lista presenca - LABA annoucement   The following is the official minutes of this meeting.
Ribeirao Preto, 05 de Fevereiro de 2014. Att. Comunicação do intuito de se criar uma associação latino-americana do Biocondutor no Brasil. Aos cinco de Fevereiro de dois mil e quatorze, em Ribeirão Preto-São Paulo, durante o X Summer Bioinformatics Course, reuniram-se os 85 participantes do referido curso e seus 4 instrutores.  A reuniao foi conduzida em inglês,  língua oficial adotada no Curso. Benilton Carvalho, um dos responsáveis pela palestra programada para aquela manhã, cumprimentou os participantes e os relembrou que, conforme comunicado anteriormente, Houtan Noushmehr e ele próprio,desejavam criar uma associação latino-americana do Biocondutor, sediada no Brasil. Ele, então, chamou à frente Houtan Noushmehr para presidir a reunião. Houtan Noushmehr explicou que essa primeira reunião tinha como objetivo seguir o protocolo de criação de uma associação e de anunciar os objetivos de sua criação. Para fazer parte da mesa ele chamou à frente Ana Valeria Barros de Castro, Tathiane Maistro Malta e Virginia Mara de Deus  Wagatsuma para secretariarem a seção. Ele explicou que o intuito de se criar a Associação Latino-Americana do Biocondutor (LABA- Latin-American Bioconductor  Association) teve como inspiração a já existente nos Estados Unidos (EUA). Ele então leu um documento, elaborado previamente,  no qual a LABA e suas metas e importância foram estabelecidas (ANEXO 1). Ele definiu que a LABA englobará membros dos países latino-americano, será sediada no Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil e que a língua oficial da LABA será a inglesa. IMG_2710 (1)Ele mencionou os membros fundadores da LABA (ANEXO 1). Após a leitura dos objetivos e importância da futura LABA, Houtan abriu a palavra para a audiência se manifestar quanto a dúvidas e sugestões. Não havendo nenhum comentário feito,  o presidente da sessão solicitou aos participantes da reunião, que assinassem a lista de presença em folhas, enumeradas de 1 a 4, contendo seu nome completo, endereços eletrônicos e assinaturas (ANEXO 2-5). Houtan convidou Martin Morgan para dar sua palavra sobre a Comunidade do Biocondutor nos EUA e para se manifestar quanto à iniciativa de se criar a LABA no Brasil. Martin elogiou a iniciativa de criar-se a referida associação. Ele comentou que os objetivos estão em sintonia com os princípios e filosofia da comunidade Biocondutor, sediada nos EUA e elogiou a meta da LABA de treinar e facilitar o desenvolvimento de softwares de código aberto. Ele enfatizou que todos ali presentes  deveriam se sentir orgulhosos de fazer parte da fundação da LABA. Após o término do discurso de Martin Morgan, Houtan convidou Benilton a dar a sua palavra.  IMG_3066Benilton enfatizou a importância da LABA de reunir pessoas interessadas no conhecimento e treinamento em Biocondutor, no desenvolvimento de softwares de codigo aberto, e na organização de reuniões científicas na área. Houtan tomou novamente a palavra e disse que a criação da LABA colaborará com a expansão científica no Brasil e que está muito feliz com a iniciativa de se ter uma comunidade latino-americana com a filosofia do uso e da produção de acesso aberto. Ele anunciou, que um grupo seria formado para escrever o estatuto da LABA, a ser elaborado em  português e inglês, permitindo que todos tenham acesso aos objetivos e proposta da LABA. Esse estatuto será discutido e votado em Assembleia geral, em Agosto desse ano e convidou a todos a participarem dessa futura reunião. Ele abriu a palavra novamente para a audiência manifestar-se e perguntou se todos concordavam com a criação da LABA. Todos aprovaram unanimemente. Houtan deu por encerrada a reunião e todos aplaudiram. ENCERRAMENTO: O presidente agradeceu a presença de todos e deu por encerrada a sessão, que foi por mim, Ana Valéria Barros de Castro, por Tathiane M. Malta e Virginia M. Wagatsuma secretariada e que vai assinado por quem de direito.
MORE ABOUT OUR FOUNDATION
Goals and importance of LAb.Foundation:  
  • To promote collaboration between Latin American research community with the broader Bioconductor community by encouraging greater use of the Bioconductor open source software packages for data analysis.
  • To gather together Latin American professionals, students and institutions interested in analyzing genomics, epigenomics, proteomics, transcriptomics e metabolomics data (i.e. data generated from microarrays, sequencing and other high throughput technologies) utilizing open source tools in Bioinformatics and are in agreement with open source community philosophy.
  • To foster Latin American students and researchers to develop open source software and contribute to the repository of the broader Bioconductor software packages.
  • To train Latin American students and researchers on computational and statistical methods for the analysis of genomics, epigenomics, proteomics and transcriptomics data.
  • To provide technical and professionalizing courses developed specifically for Latin American institutions in collaboration with non Latin American institutions in Bioinformatics and in the use of Bioconductor software packages for undergraduate and graduate levels.
  • To  provide didactic materials from administered academic courses provided for Latin American institutions.
  • To establish programs and joint actions within Latin American scientific and academic institutions and between non Latin American scientific and academic institutions in the fields of Bioinformatics and Bioconductor.
  • To promote meetings, congresses, symposia, courses and publications providing basic and advanced knowledge and information in the use of Bioinformatics by applying and developing open source software packages in the broader Bioconductor community.
  • To collaborate with governmental services through, but not limited to, government and private grants in developing programs that require the knowledge in bioinformatics through the promotion of training, fellowships, consultant services, courses, fairs to the lay community.
  • To promote better utilization and distribution of scientific staff in Bioinformatics field and planning the training of specialists needed to develop the countries.
  • To encourage and facilitate partnerships between academic and industry in order to train skilled bioinformaticians geared for biotechnology.